Arqueologia

forgottendreams

Bastou chover um pouco
O barro petrificado amoleceu
Detritos vieram à tona
Artefatos incógnitos
Enterrados em mim

Dei-me a escavar
A descobrir estupefato
O ignorado, o ignóbil
Enterrado por tempos remotos
O Esquecido
E o Desconhecido

Do Esquecido me relembrei
E o Desconhecido
Cuneiforme hieróglifo
Como detetive e arqueólogo
Com muito suor decifrei

Os resquícios deste homem primitivo
Perduram enterrados até uma intempérie
Que desvela o homem novo
Desde este sítio arqueológico
Que se desnuda
Para o nascimento de um novo Eu

Guilherme Ferreira

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s